All for Joomla All for Webmasters
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 288
05 março

PENAFIEL Presidente da República foi sensível à questão do IC-35

Escrito por 
Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino Sousa, esteve hoje com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e entregou a missiva sobre o IC35.  Em 2001, a queda da ponte levou os partidos políticos a aprovarem no parlamento, por unanimidade, a urgência na construção do IC-35. Sem resultados até hoje.
O Presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino Sousa, esteve hoje com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e entregou a missiva sobre o IC-35, apelando para que use o seu magistério de influência para sensibilizar o governo de Portugal para a necessidade de avançar com a obra do IC-35, uma alternativa à estrada nacional EN 106, que faria a ligação de Penafiel a Entre-os-Rios.
 
Antonino de Sousa, Presidente da Câmara Municipal de Penafiel enalteceu que "o Presidente da República foi extremamente atencioso e manifestou sensibilidade para esta questão. Estou certo que irá exercer o seu magistério de influência junto do Governo"
 
Este momento decorreu antes das cerimónias dos 16 anos da queda da ponte Hintze Ribeiro, em Castelo de Paiva.
 
A 4 de março de 2001 caiu a Ponte Hintze Ribeiro, que vitimou 59 pessoas da região. Uma tragédia humana de grandes dimensões que colocou a descoberto uma região com fortes necessidades de infraestruturas e de vias mais seguras.
 
Ainda em 2001, todos os grupos parlamentares aprovaram por unanimidade uma resolução que previa um conjunto de investimentos para a região, destacando como “urgente” a construção do IC- 35, uma alternativa à estrada nacional EN 106, que faria a ligação de Penafiel a Entre-os-Rios.
 
A estrada nacional ao longo de apenas 13 km de extensão, até à Ponte de Entre-os-Rios, em Penafiel, que faz a ligação para o Marco de Canaveses, Cinfães e Castelo de Paiva é utilizada diariamente por mais de 16.000 veículos (mais de 27.000 pessoas), não oferecendo quaisquer condições de segurança para pessoas e automobilistas, registando-se um acidente em média de 3 em 3 dias, muitos deles com gravidade.
 
Só entre 2007 e 2010 um estudo apontava para um total de 573 acidentes e 235 vítimas (feridos e mortos) na EN- 106, que é considerada uma das mais perigosas e com maior tráfego do Distrito do Porto e da região do Tâmega e Sousa, com elevados níveis de sinistralidade.
 
O presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa, está “revoltado” e “indignado” pelos avanços e recuos na construção do IC -35, por parte dos vários governos, e pediu ajuda ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para que olhe para este problema que “é politicamente consensual e do ponto de vista humano uma emergência.” “Não podem continuar a morrer pessoas na estrada que ligava à Ponte Hintze Ribeiro. Basta!”
 
Depois de em 2015, o anterior executivo ter oficializado o concurso para a construção do IC-35, o ano passado a obra voltou a ficar suspensa.
 
 
CRONOLOGIA DO PROCESSO DE CONSTRUÇÃO DO IC 35
 
1990 – Pela primeira vez começa-se a falar na necessidade de criar uma alternativa à EN 106;
2001 – A ponte de Entre-os-Rios caiu e, o então Primeiro-Ministro, Antonio Guterres, promete construir o IC 35, obra que ficaria pronta em 2008.
Abril de 2001 – A Assembleia da República considerou o IC 35 como obra prioritária, através da resolução parlamentar (28/2001) aprovada por unanimidade pelos Partidos políticos com assento na Assembleia da República.
Setembro de 2009  – O Ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, e o secretário de Estado das Obras Publicas, Paulo Campos,  garantem que a obra do IC 35 será lançada a concurso até final desse ano.
Fevereiro de 2010 – Ministro das Obras Publicas, Antonio Mendonça, anunciou a suspensão por tempo indeterminado do IC 35
Janeiro de 2011 – A Câmara Municipal de Penafiel lança petição para a construção do IC 35.
Fevereiro de 2012 – O Secretário de Estado convoca reunião com as Estradas de Portugal e os Presidentes das Câmaras Municipais de Penafiel e Marco de Canaveses.
Junho de 2012 – A Câmara Municipal de Penafiel entrega petição a exigir construção do IC 35 na Assembleia da Republica
Fevereiro de 2014 – CIM do Tâmega e Sousa pede reunião urgente a Primeiro-ministro para exigir IC 35.
Agosto de 2014 – O Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho, assume publicamente que o troço Penafiel – Rans do IC35 vai avançar em 2015
Dezembro de 2014 – É apresentado o Plano Estratégico de Transportes e Infraestruturas (PETIS3+), que prevê a construção do troço Penafiel – Rans do IC35
Janeiro de 2015 – É aberto o concurso para a empreitada EN15 – Requalificação entre Paredes e a EN106.
Setembro 2015 – Abertura do concurso para a construção do troço Penafiel – Rans (IC35)
Julho 2016 – Governo suspende o avanço da obra do IC35.

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.