All for Joomla All for Webmasters
17 janeiro

AMARANTE - Café Bar-Restaurante S. Gonçalo é o primeiro café do distrito do Porto a integrar a Associação Europeia dos Cafés com História (EHICA)

Escrito por 
O Café Bar- Restaurante S. Gonçalo, em Amarante, é o primeiro café do distrito do Porto a integrar a Associação Europeia dos Cafés com História (EHICA). A adesão do café à associação foi formalizada no final de 2017 e, segundo Rodrigo Silva, responsável pelo espaço, era um “objetivo que já há algum tempo gostaríamos de concretizar. 
Esta é uma excelente forma de darmos a conhecer a nossa história e as nossas raízes fora de portas. É também uma oportunidade única de vermos como outros espaços similares se posicionam um pouco por toda a Europa. É também um motivo de grande orgulho para o Café Bar estar entre muitas das referências europeias do setor”.
 
A Associação Europeia dos Cafés com História (EHICA) foi formalizada em abril de 2014, na ilha grega de Creta, e tem como principal objetivo ser uma “ponte cultural” entre os cafés históricos europeus, assegurando a “sobrevivência” e a divulgação das diferentes heranças culturais e respetivas histórias.
 
De recordar que o Café Bar - Restaurante S. Gonçalo foi um dos membros fundadores da Rota dos Cafés com História, apresentada em Coimbra, em abril de 2014, e que pretende que estes espaços, com referências históricas, passem a fazer parte, de forma oficial, dos roteiros turísticos das cidades onde estão situados.
 
História Café Bar – Restaurante S. Gonçalo
 
Fundado na década de trinta do século XX pelos três irmãos Queirós, o Café Bar transformou-se com o tempo no centro de uma geração. Era ponto de paragem obrigatória de muitas das personagens que marcaram as artes Portuguesas – nomeadamente nas artes plásticas e letras. Teixeira de Pascoaes e o seu amigo António Carneiro, dois impulsionadores da Renascença Portuguesa frequentavam assiduamente o Café Bar.
 
O espaço propício à “inspiração divina” e sob a bênção de São Gonçalo atraia grande parte dos artistas e intelectuais da época, como o Capitão Poeta Amarantino, Augusto Casimiro, os artistas plásticos Manuel Monterroso e Acácio Lino. João Vasconcelos, pintor e sobrinho de Teixeira de Pascoaes. Cruzeiro Seixas e Manuel D’Assumpção, Mário Cesariny, António Leite e Justino Alves aquando das suas estadias em Amarante elegiam o Café Bar como o local predileto para se encontrarem. Frequentaram ainda o Café Bar, António do Largo Cerqueira Ministro da Primeira Republica; Alexandre Pinheiro Torres escritor e historiador de literatura; Maria Eulália Macedo poetisa; Albano Sardoeira escritor; Ilídio Sardoeira poeta; General Mário Sardoeira Delgado; Luís van Zeller médico; Eduardo Teixeira Pinto fotógrafo. António da Mota fundador da Multinacional Mota Engil; Rodrigo Matias Magalhães, fundador da metalúrgica Matias; Moura Bastos Campeão Mundial de tiro, entre outras figuras de referência local e nacional.
 
O Café Bar foi desde sempre um ponto de encontro, de partilha e discussão de conhecimento entre gerações de políticos, artistas, figuras de referência da sociedade amarantina e ilustres anónimos.
 
Contactos:
 
Café Bar - Restaurante S. Gonçalo
Praça da República, nr. 8, 4600-055 Amarante

Deixe um comentário

Certifique-se que coloca as informações (*) requerido onde indicado. Código HTML não é permitido.