22 novembro

AMARANTE - I FESTIVAL DE PERCUSSÃO DECORRE DE 27 A 29 DE NOVEMBRO

Escrito por 
Um Festival de “pontes”. “Queremos fazer pontes entre a cultura musical brasileira e a portuguesa, mas queremos, sobretudo, fazer pontes entre alunos, professores e todos os amantes da Percussão, uma espécie de um novo mundo, dentro do vasto mundo da Música” – é assim que Tiago Ferreira, diretor artístico descreve, em poucas palavras, o primeiro Festival de Percussão de Amarante. 
Um evento organizado pelo CCA – Centro Cultural de Amarante Maria Amélia Laranjeira que quer trazer até à princesa do Tâmega alunos de Escolas de Música de todo o país, apresentando, para tal, um cartaz com artistas do outro lado do Atlântico. É o caso de Leandro Lui, percussionista orquestral, clássico, erudito e baterista. Lançou um conjunto de três livros e vai apresentá-los em Amarante. Haverá ainda espaço para estreia internacional de obras, como é o caso do Concerto com “Pocket Duo + Hélvio Mendes”, logo no dia de estreia do Festival.
 
No total, serão três dias dedicados à Percussão, promovendo a partilha de conhecimento através de profissionais do ramo da percussão e, ainda, a troca de experiências entre alunos de diferentes Escolas de Música do país, através de workshops, oficinas, apresentações e concertos. A Academia de Música de Cantanhede e a Academia de Música de Vilar de Paraíso estarão em destaque num encontro onde haverá ainda oportunidade para explorar o “Atelier Musical de Loop Station” com o Laboratório de Investigação da Universidade de Aveiro.
 
“Transportar musicalmente o público para diferentes partes do globo” é um dos principais propósitos deste Festival que, apesar de estar ainda a lançar-se, aposta já em grandes nomes, sempre a pensar em oferecer a melhor oportunidade possível aos alunos. 
Ao longo dos três dias de Festival e “a avaliar pelas inscrições que já temos vindo a receber”, estima-se que várias dezenas de alunos e professores rumem a Amarante.
Recorde-se que o CCA promove há 5 anos consecutivos o Festival Internacional de Guitarra de Amarante e por isso, a aposta agora passa pela “diversificação, mostrando aos alunos diferentes escolhas e diferentes realidades musicais”, menciona Taí Laranjeira, diretor executivo do CCA. “Com muito gosto e empenho decidimos organizar mais um Festival que esperamos, se revele um projeto vencedor”. 
 
As inscrições estão abertas até 15 de novembro. Por cada dia do Festival (27, 28 ou 29 de Novembro), cada interessado deverá contribuir com o valor de 10€ (inclui a Masterclasse e Concerto). Quem preferir participar nos 3 dias do Festival, deverá contribuir com o valor de 20€. Cada concerto custará 2€.
 
Programa:
27 de novembro
14h00-15h00 - Apresentação do Livro “Dialetos, dez duetos para duo de baterias sobre o Imaginário Rítmico Brasileiro” com Leandro Lui
 
15H30-16h00 - Apresentação do Ensemble de Percussão da Academia de Música de Cantanhede
 
16h30-19h00 - Masterclasse de Percussão Orquestral / Bateria com Leandro Lui (Percussionista da Orquestra Sinfónica de Santo André)
 
21h30-22h30 - Concerto com “Pocket Duo + Hélvio Mendes” 
 
Fagote: José Martinho; Percussão: Tiago Ferreira e Hélvio Mendes
 
*********************************
28 de novembro 
14h00-15h30 - Masterclasse de “Xilofone” com Hélvio Mendes (Doutorando em Música pela Universidade de Aveiro)
 
16h00-19h00 - Masterclasse “A Bateria da Escola de Samba” com Rafael y Castro (Prof. Percussão do Projeto Guri; Doutorando na Universidade Estadual Paulista - UNESP)
 
21h30-22h30 - Concerto com “Atlantic Percussion Group”  
Percussão: José Afonso e Tomás Rosa
 
**********************************
29 de novembro 
14h00-18h00 - “Atelier Musical de Loop Station” com o Laboratório de Investigação da Universidade de Aveiro (aberto a todos instrumentos)
 
18h30-19h00 Apresentação do “Atelier Musical de Loop Station” – UNIVERSIDADE DE AVEIRO - INET
 
21h30-22h30 - Concerto com “Grupo de Percussão da Academia de Música de Vilar de Paraíso” 
 
Masterclasses
Leandro Lui
- Leandro Lui é baterista Pós-Graduado em Música Popular, Bacharel em Música. Atualmente é artista Nagano Drums, Istanbul Mehmet Cymbals, Contemporânea e Torelli.
- Apresenta-se frequentemente como artista convidado nas principais orquestras do Brasil, tocou de 2000 a 2019 em peças de Teatro Musical e atuou em países da Europa como Portugal, Itália, Inglaterra e Luxemburgo.
- Em 2019 lançou os livros “TAKANO, para duas baterias” e “DIALETOS, dez duetos para duas baterias sobre o imaginário rítmico brasileiro” de sua autoria. É coautor do livro “10 por 2, Estudos para duas Baterias” com o baterista Nelton Essi.
Rafael Y Castro
- Percussionista de referência na Música Popular Brasileira;
- Doutorando em percussão pela UNESP na área de Performance;
- Professor e Coordenador Assistente do PIAP - Grupo de Percussão do Instituto de Artes da UNESP;
- Coordenador Técnico Artístico Pedagógico do Projeto Guri;
- Ritmista da Barcelona do Samba - Bateria do GRCES Império de Casa Verde.
Hélvio Mendes
- Doutorando em Música (Performance em Percussão, pesquisa focada no Xilofone Solo), na Universidade de Aveiro;
- Investigador pela Universidade de Aveiro, INET, relativo à utilização da Loop Station no momento de performance do Xilofone Solo.
- Atuou como percussionista das principais montagens brasileiras de musicais da Broadway como: “Hair”, “Fame”, “A Família Adams” e “O Rei Leão”.
- Foi percussionista do Combo Brasileiro e da Bandinha Popular, interpretando músicas do folclore e das tradições populares brasileira.
- Atua e possui experiência na área de Artes/Música, com ênfase em atividades como: história e pedagogia da música e percussão, ensino coletivo de instrumentos de percussão, teoria musical, perceção musical, música brasileira, música de câmara, performance musical, práticas interpretativas e educação musical.
Atelier Live LoopStation
- Investigadores da Universidade de Aveiro (Mestrandos, Doutorandos e Pós-Doutorandos) relativo à utilização da Loop Station em momento de performance (Live LoopStation).
- Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET), tem com objetivo principal o desenvolvimento da investigação e da criação nos domínios da Música e da Dança em colaboração com diversos interlocutores e instituições.
Concertos
Pocket Duo + Hélvio Mendes:
- O nome "Pocket Duo" (duo de bolso) surgiu com base na obra de estreia "Pocket Grooves" - obra que melhor reflete as ideias e particularidades dos dois elementos. Têm como base a utilização de pequenas percussões (de bolso!) transportando musicalmente o público para diferentes partes do globo. Neste sentido, o seu espetáculo proporciona aos espectadores uma viagem auditiva e visual através de países como o Egito, Venezuela, Brasil, o continente Africano e a música Erudita.
- O "Pocket Duo" é uma constituição recente, tendo-se estreado no presente ano em Aveiro no "São Gonçalinho Street Art Festival", a convite do prestigiado saxofonista holandês Henk Van Twillert (atualmente, professor na ESMAE).
 
Fagote:
- José Martinho (Licenciado em Performance em Fagote e Mestre em Ensino de Música pela Universidade de Aveiro);
 
Percussão:
- Tiago Ferreira (Licenciado em Performance em Percussão e Mestre em Ensino de Música pela Universidade de Aveiro);
- Hélvio Mendes (Bacharelato na Universidade Estadual Paulista, UNESP; Mestrado em Performance na Universidade de Campinas, UNICAMP; Doutorando na Universidade de Aveiro, UA).
 
Atlantic Percussion Group:
- É um projeto interativo, onde o cruzamento das várias linguagens percussivas é uma constante, fazendo com que as suas produções nos transportem em viagens sonoras pelo imaginário humano. Exibem assim, um novo mundo que respira e está repleto de cores, sons e sensações que ecoam por toda a matéria.
Percussionistas: José Afonso (ESMAE, Hochschule für Musik und Theater - Felix Mendelssohn Bartholdy em Leipzig) e Tomás Rosa (ESMAE)
Produção: CAISA CRL (Cooperativa de Artes, Intervenção Social e Animação CRL)
 
Grupo de Percussão da Academia de Música de Vilar do Paraíso:
- Distingue-se pelo reportório diversificado adaptado para o grupo de percussão;
- Em 2019, entre muitas apresentações, realizou uma atuação na prestigiada sala de concertos do Porto, a Casa da Música;
- Em Maio de 2019, ganhou o 1°Prémio no Festival Internacional de Neerpelt (Bélgica).