12 março

PAÇOS DE FERREIRA - PLANO DE CONTINGÊNCIA | COVID-19

Escrito por 
O Primeiro Ministro decidiu, há momentos, encerrar, a partir da próxima segunda-feira, todas as escolas a nível nacional, como medida preventiva para evitar o alastramento do COVID-19, decisão que se aplica, obviamente, a todos os estabelecimentos de ensino público e privado do concelho de Paços de Ferreira. 
I. Esta decisão do Governo da República vem de encontro à pretensão do Presidente da Câmara Municipal, Humberto Brito, e do Executivo Municipal, posição que se tornou pública no dia de ontem, após diversos contactos com as autoridades de saúde.
 
II. Já no passado dia 9 de março, o Presidente da Câmara Municipal de Paços de Ferreira, oficiou, junto dos Senhores Ministros da Saúde e da Educação, um pedido para o encerramento de todas as escolas do concelho, no âmbito das medidas excecionais para prevenção da propagação do surto epidemiológico COVID-19.
 
III. Neste período de tempo, foram realizadas reuniões com as Diretoras e Diretores dos Agrupamentos de Escolas e Escola Secundária, Delegado de Saúde Pública de Paços de Ferreira, Presidentes de Junta de Freguesia e Instituições Particulares de Solidariedade Social.
 
IV. Neste momento, importa também agradecer ao PSD de Paços de Ferreira o seu total apoio às decisões tomadas pela Câmara Municipal, com cujos responsáveis o Presidente do Município desenvolveu um conjunto de contactos e partilha de informação, ao longo da semana.
 
V. O Presidente da Câmara Municipal e o seu Executivo estão conscientes da excecionalidade da situação que o país está a viver, em particular nesta região, convictos que, por mais drásticas que sejam as medidas preventivas a adotar, estas são sempre mais ajustadas, face à previsibilidade do aumento do número de pessoas que podem vir a ser infetadas.
 
VI. Esta situação anómala exponenciou um alarme social, sem precedentes, no nosso Concelho, situação que importa estancar rapidamente.
 
VII. Vencida esta etapa, de decisão muito difícil e complexa, cabe ao Presidente da Câmara Municipal e ao seu Executivo saudar a coragem do Primeiro-Ministro de Portugal e do Governo da República, colocando-se, como sempre o fez desde a primeira hora, em sintonia com os superiores interesses da nação.
 
VIII. Tal como o Primeiro-Ministro, também o Presidente da Câmara Municipal e o seu Executivo reafirmam que, nesta situação excecional, manda a prudência que possamos reforçar, junto de todos, o nosso sentimento de viver em comunidade e que façamos um esforço coletivo no sentido de enfrentarmos, com sucesso, esta pandemia.
 
IX. Finalmente, reafirmamos o apelo aos nossos concidadãos para que cumpram estritamente as indicações das Autoridades de Saúde Pública e que evitem o contacto social massivo e generalizado, a aglomeração de pessoas e condicionem os hábitos de rotina diária.
 
12 de março 2020
 
Município de Paços de Ferreira