10 fevereiro

BAIÃO | PULSEIRA ELETRÓNICA POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Escrito por 
O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel, ontem, dia 3 de fevereiro, deteve um homem de 47 anos por violência doméstica, no concelho de Baião. No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o suspeito, habitual consumidor de bebidas alcoólicas, mantinha uma relação há cerca de 12 anos com a vítima, uma mulher de 47 anos, que foi pautada por diversos episódios de violência física e verbal.
 Em 2019, o suspeito veio a beneficiar de uma medida de suspensão provisória num processo de um crime desta natureza. Não obstante as medidas que lhe foram impostas, das quais se destaca o tratamento a dependências alcoólicas e distúrbios psiquiátricos, o suspeito voltou a reiterar práticas violentas contra a vítima, apresentando esta ferimentos muito graves no rosto e que tentou dissimular por ter sido alvo de ameaças de morte.
 
Perante o escalar da gravidade dos factos, o suspeito foi detido e presente ontem, dia 3 de fevereiro, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal de Penafiel, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de proibição de contactar com a vítima, apresentações semanais no posto policial da sua área de residência e afastamento da residência, controlado por pulseira eletrónica.