16 agosto

CINFÃES DETENÇÃO POR FOGO FLORESTAL Destaque

Escrito por 
Foi detida pela Polícia Judiciária uma mulher fortemente indiciada pela prática de crime de incêndio florestal em Cinfães. A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, com a colaboração da GNR de Lamego, identificou e deteve, fora de flagrante delito, a presumível autora de dois incêndios florestais ocorridos no passado dia 5 de agosto, em Nespereira - Cinfães.
 
A detenção foi o culminar de diligências desenvolvidas para identificar a autora, na sequência da deflagração de incêndios em zona florestal, contígua a zona urbana, na localidade de Nespereira, Cinfães, uma vez que este concelho é, reiteradamente, um dos mais fustigados em número de ocorrências florestais do Distrito de Viseu.
 
O fogo terá sido provocado com recurso a fósforos, num aparente quadro de desequilíbrio mental. 
 
A ignição terá consumido uma área de cerca de 4000 m2 de mato e arvoredo, tendo colocado em risco habitações existentes nas proximidades, só não as afetando devido à rápida intervenção dos Bombeiros Voluntários de Nespereira e de populares que deram o alerta.
 
A detida, de 48 anos de idade, agricultora, vai ser presente à competente autoridade judiciária, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.
 
No corrente ano a Polícia Judiciária já identificou e deteve 61 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.