Noticiário Institucional (733)

O Comando Territorial do Porto, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel, no dia 24 de fevereiro, deteve um homem com 41 anos, por violência doméstica, no concelho de Lousada. No âmbito de uma investigação por violência doméstica que durava há cerca de uma semana, a GNR apurou que o suspeito mantinha uma relação análoga à dos cônjuges com a vítima, seu companheiro de 35 anos, há cerca de seis anos. 
Centro de Transportes junto à Estação de Novelas vai garantir mais e melhor transporte público. O Novo equipamento, um edifício, com cerca de 16.000m2, e que representa um investimento na ordem de 1,5 Milhões de euros, vai permitir que nasça junto da estação de comboios, de Novelas, um verdadeiro centro nevrálgico de transportes para Penafiel e para toda a região.
O Movimento Rio Sousa vai promover no próximo sábado, dia 22 de fevereiro, com início às 14h30, uma caminhada de aproximadamente 4 quilómetros ao longo de um trecho do Rio Sousa. O percurso começará junto à Estação da CP de Paredes e terminará junto à Estação de Novelas, Penafiel. 
 Aproveitando o bonito enquadramento paisagístico da zona ribeirinha de Boure / Sardoura, junto ao Rio Douro, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva vai promover, no fim de semana de 6 a 8 de Março, o  4º Festival da Lampreia e do Sável, um evento gastronómico orientado para a degustação desta iguaria da cozinha regional, tão presente no concelho e uma das mais emblemáticas da tradição culinária portuguesa.
 
Com este evento promocional, que tal como na anterior edição, ganha mais um dia, e que será realizado numa tenda gigante aquecida, instalada junto ao rio, a autarquia paivense pretende que a iniciativa possa ganhar potencial e ser uma referência em termos turísticos, aproveitando o facto da lampreia continuar a ser uma iguaria apetecível, com forte tradição no concelho e que motivará a visita de muitos apreciadores ao território. 
               
A cerimónia de abertura do festival está marcada para as 17 horas de Sexta Feira, com o registo de intervenções e jornadas gastronómicas nos dois restaurantes do certame, a Casa do Zé, O Pinhal, com animação musical a cargo da Nel Marçal&Amigos, actuação da Escola de Música de Sardoura, seguindo-se o Grupo de Guitarras de Penafiel, e a apresentação do Duo João Paulo e Carina.
               
No Sábado, o festival arranca com as jornadas gastronómicas e a apresentação às 14h00 do Concurso Sobremesas de Payva, enquanto à hora do jantar acontecem as actuações do Grupo Aromas do Douro e às 22 horas animação a cargo do “entertainer” Bruno Falcão, sendo que, para Domingo, depois das jornadas gastronómicas do almoço, o festival apresenta o espectaculo “ Festa Total “ com Ricardo Ramalho, estando o encerramento marcado para as 19 horas.
               
Para além da confecção do sável, como prato sazonal, a lampreia à mesa com arroz ou à bordalesa será o mote deste festival, servida a preços mais apeteciveis, perspectivando –se uma jornada gastronómica com forte adesão de participantes, que contará com um programa de animação musical nos três dias do certame, protagonizado pela actuação grupos locais e animação de rua, voltando nesta edição, a ser feita um aposta forte nas boas colheitas dos vinhos verdes da Sub Região de Paiva.
         
Para o presidente da autarquia, Gonçalo Rocha, esta iniciativa municipal apresenta-se como uma forma de " promover a gastronomia e os vinhos locais, pois somos uma região com tradições e a lampreia é uma delas, até porque, o produto gastronomia e vinhos é extremamente importante para a divulgação do que melhor temos em Castelo de Paiva e a lampreia é um bom exemplo disso “, recordando o autarca, a título de exemplo que, no âmbito dos Fins de Semana Gastronómicos, o município já chegou a contemplar uma jornada dedicada aos apreciadores deste ciclóstomo. 
       
“ É importante que venham comprovar e sentir este valor gastronómico, enquanto marca identitária e cultural, pois é fundamental para promover o território e potenciar o desenvolvimento local, sendo que, este apelo gastronómico, também é uma oportunidade para mostrar o património cultural desta terra ”, evidenciou o edil paivense, destacando a oportunidade única para degustar lampreia a preço justo, associada aos melhores vinhos verdes produzidos no concelho.
Março vai ser vivido de forma especial em Penafiel, pois é o mês em que a Cidade completa 250 anos de história. Em 1770, ao 3º dia de março, a vila de Arrifana de Sousa foi elevada a Cidade de Penafiel pela mão do Rei D. José I, para que aqui se pudesse fixar a sede de um novo bispado que a política pombalina queria destacar do “território da poderosa mitra portuense”. Penafiel é, assim, uma das cidades mais antigas do país.