All for Joomla All for Webmasters
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 285
Noticiário Institucional

Noticiário Institucional (486)

Dos sete restaurantes concorrentes ao Concurso Gastronómico Capão à Freamunde venceu o Restaurante Aidé (foto da gerente Joana Seabra, ladeada pelo Presidente da Câmara de Paços de Ferreira Humberto Brito e por Fernando Melo, presidente do Júri, jornalista de vinhos e comida).

Francisco Martins Ribeiro da Mota, o primeiro Presidente da Câmara Municipal de Paredes eleito depois do 25 de abril de 1974, foi homenageado, na manhã deste sábado, 12 de dezembro, em Sessão Solene no Salão Nobre dos Paços do Concelho, sendo-lhe entregue a Chave de Honra do Município de Paredes. “É a mais alta distinção municipal, atribuída apenas a Chefes de Estado ou de Governo e a Presidentes de Câmara”, realçou Celso Ferreira, no seu discurso durante a cerimónia.

O Tâmega e Sousa será a região-piloto de um novo projeto no âmbito da economia social do Instituto do Banco Europeu de Investimento.

O pontapé de partida já está dado, a Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa recebeu, durante os dias 30 de Novembro e 1 de Dezembro uma comitiva do Banco Europeu de Investimento, que visitou a região, para melhor perceber as suas fragilidades e onde agir, as suas potencialidades e onde investir.

Uma comitiva do Banco Europeu de Investimento, que está de visita à região, numa iniciativa desenvolvida pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa, realizou ontem uma passagem pelo território de Castelo de Paiva, onde concretizou uma reunião de trabalho na Câmara Municipal e uma visita à empresa Nautilus, instalada na Zona Industrial de Felgueiras, onde funciona a Incubadora de Ideias “Ergostart “

A Biblioteca Municipal de Penafiel apresentou o livro “Sem Coração” do escritor e médico Miguel Miranda. A apresentação esteve a cargo do Jornalista e Escritor penafidelense Germano Silva.

O livro “Sem Coração” do escritor Miguel Miranda retrata a cena de dois homicídios, encapotados de morte natural, e o roubo do coração do Rei D. Pedro IV, do mausoléu da Igreja da Lapa, no Porto. Estes são o pretexto para uma nova investigação do detective privado Mário França em conjunto com a sua equipa de agentes marginais.