All for Joomla All for Webmasters
Editais/Avisos/Comunicados

Editais/Avisos/Comunicados (10)

Face à carta enviada aos consumidores pelo Conselho de Administração da empresa Águas de Paços de Ferreira, S.A., concessionária de água e saneamento, informando que irá proceder ao aumento do tarifário, o Executivo Municipal de Paços de Ferreira esclarece o seguinte:
1º- Esta decisão unilateral, por parte da concessionária, é totalmente ilegal, porquanto a competência para a fixação do tarifário da água e saneamento é, em exclusivo, da Câmara Municipal;
2º- A Câmara Municipal jamais pactuará com chantagens ou ameaças contra a população do concelho;
Esta quarta-feira comemorou-se o Dia Mundial dos Rios e o Partido Socialista de Penafiel não queria deixar de assinalar esta temática. Os rios definem sistemas estruturantes enquanto corredores que asseguram a conectividade ecológica (água, ar e biodiversidade) dentro do nosso território e têm hoje igualmente uma enorme  importância cultural, social e económica e de turismo da natureza. 
Comunicado Conjunto do Ministério da Administração Interna e do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal, o Ministro da Administração Interna e o Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural assinaram hoje o Despacho que determina a Declaração da Situação de Alerta no período compreendido entre as 00h00 do dia 4 de setembro e as 23h59 do dia 8 de setembro de 2019, para todo o território de Portugal Continental.
NOTA À COMUNICAÇÃO SOCIAL. Na sequência da Situação de Alerta declarada pelo Ministro da Administração Interna foram assegurados pela Guarda Nacional Republicana e pela Polícia de Segurança Pública, entre os dias 12 e 13 de agosto, transportes de combustível em 28 veículos pesados de transporte de mercadorias perigosas, com destino às regiões de Lisboa, Faro, Setúbal, Sintra, Beja e Algarve. 
NOTA À COMUNICAÇÃO SOCIAL. Na sequência da Situação de Alerta declarada pelo Ministro da Administração Interna foram realizados ontem, dia 12 de agosto, pela Guarda Nacional Republicana, transportes de combustível em 13 veículos pesados de transporte de mercadorias perigosas com destino às regiões de Lisboa, Setúbal, Beja e Algarve, envolvendo um total de 26 militares da GNR. 
COMUNICADO 
 
 Perante a situação de catástrofe que se abateu sobre o município, em virtude dos fogos florestais que, na noite do passado Domingo, destruíram mais de 80% da área geográfica do concelho, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva ao lado de outras entidades públicas e privadas localizadas no concelho, continua a trabalhar arduamente no sentido de disponibilizar ajuda e o melhor apoio possível às populações atingidas, estando assegurado desde hoje o regresso às aulas e o normal funcionamento das instalações escolares, bem como prosseguem os trabalhos no sentido de repôr, com a maior celeridade, os abastecimentos de água, electricidade e sistemas de comunicações às zonas afectadas.
 
Após as horas difíceis que se viveram em Castelo de Paiva, é tempo de balanço, mas principalmente é tempo de acção e a autarquia paivense está já no terreno a fazer um levantamento completo e detalhado de todos os prejuízos registados, nomeadamente o número de casas de habitação e empresas destruídas, procurando contabilizar o numero de postos de trabalho que se poderão perder.
 
O Executivo Municipal espera agora, por parte do Governo de Portugal, a melhor solidariedade e apoio para fazer face a esta situação de desgraça que se abateu sobre Castelo de Paiva, no sentido de, rapidamente, realojar em definitivo as pessoas/famílias que perderam a sua habitação e se possam recuperar os postos de trabalho perdidos, reerguendo as unidades fabris que foram destruídas pelo fogo. 
 
 Arderam dezenas de casas, de habitação permanente e devolutas ou sem ocupação permanente. Foram consumidas pelas chamas, na sua totalidade ou em parte, diversas unidades fabris. Para além dos milhões de euros de prejuízos nessas instalações, estão em causa cerca de 200 postos de trabalho.
 
Os técnicos municipais da protecção civil estão no terreno a inspeccionar as situações de prédios em risco de ruína, e sempre que necessário estamos a proceder à sua demolição controlada, sendo que é agora tempo de unir esforços pela nossa terra, pelas nossas gentes. Sem populismo, sem demagogia, mas concentrados em dar respostas rápidas a quem mais precisa.
 
 Neste contexto, o edil paivense Gonçalo Rocha realça o notável trabalho que, no cenário de tragédia que atingiu o território, foi protagonizado pelas forças da Protecção Civil, pelos Bombeiros Voluntários, pela GNR, pelas Juntas de Freguesia, pelas IPSS locais e parceiros da Rede Social, colectividades e associações e pela própria população, deixando a todos uma mensagem de esperança, apelando ao espírito de união dos paivenses para que, neste momento de tristeza e dor, possam conjugar esforços e juntos enfrentar as dificuldades dos próximos tempos, um tempo que será de reconstrução e solidariedade. 
 
Por outro lado, a tragédia que se abateu sobre o concelho com o incêndio de 15 e 16 de Outubro, tem gerado uma enorme onda de solidariedade entre os paivenses que muito emociona e sensibiliza o actual Executivo Municipal. No entanto, esta vontade de ajudar quem neste momento mais precisa, tem de ser disciplinada, para que toda essa ajuda possa ser canalizada de forma eficiente e clara.
 
Reunidos os parceiros da Rede Social de Castelo de Paiva, todos estão a colaborar na resposta imediata que se impõe para as situações prementes. Existem dois pontos de recolha de bens de primeira necessidade para ajuda às famílias. Um no Pavilhão Municipal dos Desportos em Sobrado e outro na sede da Junta de Freguesia de Pedorido, sendo que, todos os donativos em espécie devem ser direccionados para aí para distribuição por parte dos técnicos de acção social.
 
Neste sentido, a autarquia paivense agradece toda a solidariedade e apoio, e apela a que toda a ajuda que a população queira disponibilizar seja canalizada única e simplesmente da seguinte forma:
 
Meios financeiros : vai ser criada a curto prazo uma Conta Bancária Solidária para onde serão canalizados os respectivos contributos monetários, sendo que, qualquer informação relativa a esta conta deverá ser obtida junto dos serviços de Acção Social da Câmara Municipal de Castelo de Paiva;
 
    Contactos úteis:
- 255 689 500 (Câmara Municipal);
- 800 206 846 (Linha Verde da CPCJ- Só através de telefone fixo).