Rota do Românico

A Rota do Românico apresentou a nova versão da sua aplicação para dispositivos móveis (telemóvel e tablet), através do lançamento de um filme demonstrativo. Disponível para os sistemas Android e iOS, em quatro idiomas, a aplicação (app) faculta, de uma forma simples e intuitiva, uma vasta informação, georreferenciada e multimédia, sobre os monumentos da Rota do Românico e a oferta turística (alojamento, restauração, locais de interesse, eventos...) do seu território de influência.
O final das obras de conservação e restauro da Igreja de São Nicolau e da Capela de São Lázaro, promovidas pela Rota do Românico e pelo Município do Marco de Canaveses, será assinalado amanhã, quinta-feira, 4 de junho, pelas 16:30 horas, com uma sessão de apresentação dos trabalhos realizados. A sessão, que terá lugar nos monumentos citados, vai contar com a presença das entidades promotoras, bem como de representantes da Junta de Freguesia do Marco, da Paróquia de São Nicolau e da Direção Regional de Cultura do Norte, entre outros.
a Rota do Românico bateu, em 2019, o seu recorde de visitas, com mais de 15 mil visitantes registados. A maioria (85%) dos visitantes continua a ser portuguesa.  O número de visitantes apontado não inclui todos aqueles (e serão muitos) que, de forma autónoma, percorreram os 58 monumentos do itinerário turístico-cultural materializado pela Rota do Românico.
Entre 15 de fevereiro e 29 de março, a antiga tulha do Mosteiro de Santa Maria de Pombeiro, em Felgueiras, acolhe uma exposição comemorativa do 430º aniversário do nascimento de Manuel de Faria e Sousa. Natural de Pombeiro, Manuel de Faria e Sousa (1590-1649) foi um notável historiador, poeta, tradutor, biógrafo, polígrafo e artista hábil no desenho à pena. A inauguração desta exposição documental está agendada para o próximo dia 15 de fevereiro, sábado, às 16h30. 
A Rota do Românico continua a sua aposta no mercado externo e volta a marcar presença na FITUR – Feira Internacional de Turismo, que vai ter lugar no Parque IFEMA – Feria de Madrid, em Espanha, de 22 a 26 de janeiro. Considerada uma referência internacional no setor do turismo, a participação nesta 40ª edição da FITUR constitui mais uma oportunidade para a Rota do Românico se promover junto dos operadores turísticos estrangeiros
“A intervenção patrimonial na Ponte do Arco” é o mote da palestra agendada para o próximo dia 30 de novembro, sábado, pelas 10h30, na Ponte do Arco, Folhada, Marco de Canaveses. Classificada como Imóvel de Interesse Público em 1982 e integrada na Rota do Românico desde 2010, a Ponte do Arco está a ser alvo, há cerca de um ano, de uma profunda intervenção de conservação, 
No presente ano letivo de 2019-2020, a Rota do Românico lança a primeira edição do Concurso Escolar “Tradições Populares na Rota do Românico”. O Concurso tem como público-alvo a comunidade escolar, do ensino pré-escolar ao secundário (público e privado), do território abrangido atualmente pela Rota do Românico, constituído por 12 municípios dos vales do Sousa, Douro e Tâmega: Amarante, Baião, Castelo de Paiva, Celorico de Basto, Cinfães, Felgueiras, Lousada, Marco de Canaveses, Paços de Ferreira, Paredes, Penafiel e Resende.
No próximo Dia da Europa, 9 de maio, a partir das 14h30, o Centro de Interpretação do Românico (CIR), em Lousada, acolhe a conferência “Europa e Direitos Humanos”. Este evento assinalará o encerramento da exposição “Direitos Humanos para Todos e em Toda a Parte”, patente no CIR desde 8 de março, no âmbito das comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e dos 40 anos da adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

A Rota do Românico vai promover uma visita guiada ao Centro de Interpretação do Românico, em Lousada, na noite de segunda-feira de Carnaval, 4 de março, às 21h30. 

A Rota do Românico alcançou, em 2017, o recorde de visitas de grupos organizados desde a sua apresentação pública, em 2008.
Nos 204 grupos registados, que traduzem um aumento de 20% face ao ano anterior, participaram cerca de 9.000 visitantes, provenientes sobretudo (80%) de Portugal. Os restantes partiram de França, Brasil, Alemanha, Japão e Espanha, país que se destacou pelo aumento de 30%. 
Pág. 1 de 2